José de Alencar, sobre a literatura:

"Palavra que inventa a multidão, inovação que adota o uso, caprichos que surgem no espírito do idiota inspirado".
Benção Paterna, 1872 - tem coisas que não mudam.




sexta-feira, 29 de abril de 2011

Uma poesia para a mulher de Praia Grande (a que pôs a filha na caçamba de lixo)

Todo crime deve ser punido `a luz da justiça e da lei dos homens, mas há crimes que já vêm com o castigo.



Ninguém jamais verá
a dor do predador
que esfola a própria cria
e se arrasta verme
no rastro da noite imberbe
sem jamais sonhar
com o romper do dia.

3 comentários:

deinha.ferraz disse...

"Há crimes que já vêm com o castigo"...É isso aí, Nina, não dá prá imaginar o que se passa na cabeça de uma mãe que comete tal ato...

Nina Maniçoba Ferraz disse...

loucura!!! loucura loucura ... bjs

Dany Gomes disse...

Nina, gostei muito! Disse tudo